Curativos Para o Coração Partido

1105datebuttonA síndrome do coração partido é rara, e acomete principalmente as mulheres de meia idade. Tanto pelo grupo de pessoas mais acometidas, como pelo seu nome, poderia haver a sugestão de que se trate de um envolvimento mais relacionado a coisas emocionais do que a uma doença orgânica do coração.

As manifestações da doença são as de um infarto do miocárdio. Essa síndrome é uma doença de bom prognóstico, pois a evolução desses infartos costuma ser rápida e boa, não deixando seqüelas maiores. De um modo geral, acontece a recuperação total dos pacientes em poucos dias, apesar das manifestações iniciais alarmantes.

Segundo o estudo, 67% dos pacientes foram expostos a algum tipo de estresse físico ou emocional, como notícias ruins sobre um familiar, uma briga doméstica ou acidentes de carro.

Quando eu li o artigo acima na revista Marie Claire, eu achava que se tratava de feridas de amor.

Vou fazer uma pausa para manter a sua atenção no que importa! É, eu li a Marie Claire. Apareceu aqui em casa, não sei quem trouxe. Peguei, folheei e li. E a única coisa que prestou foi essa parte que falava da síndrome. Podemos voltar ao que interessa? Humpft

Enfim, síndrome do coração partido não tem a ver com dores de amor, a começar pelo fato de ser rara. Mas, bem que poderia ter tudo a ver! Veja bem: 1) acomete principalmente as mulheres de meia idade; 2) dói, mas não mata; 3) não deixa seqüelas maiores; 4) a recuperação é total e em poucos dias.

Imagine se as dores de amor seguissem esses passos em direção à cura? No mínimo passaríamos a arriscar mais nas relações, uma vez que não assusta tanto um sofrimento de rápida recuperação e com conseqüências ínfimas. Se tudo não passasse de um grande susto, apenas com manifestações iniciais alarmantes, subiria o número de incautos, mas certamente despencaria a nível quase zero o número de sofredores.

Mas, não é essa a realidade.

Eu gosto muito de uma citação de Gibran Kallil Gibran que diz: “Quando a vida não encontra um cantor para cantar seu coração, produz um filósofo para falar de sua mente.” Pois é bem isso o que eu diria para alguém com o coração doído por coisas de amor. Encurte a distância entre seu coração e sua mente. Tente racionalizar essa dor, encontrar respostas talvez em escolhas mal feitas, num grande engano, ou na dura, porém real máxima, de que a vida simplesmente não é justa.

Esse assunto é extenso e não ouso esmiuçá-lo em um blog que tem por intenção a despretensiosidade. Fica apenas o desejo de cura para os corações em frangalhos e duas canções que sirvam de inspiração para chorar na cama que é lugar quente.

Ter a ver ou ter a haver?

(a) Isso não tem nada a ver com este assunto.

(b) Isso não tem nada a haver com este assunto.

A frase correta é a da opção (a). Com efeito, as expressões “ter a ver” e “ter a haver” podem ser confundidas. Vejamos o que cada uma significa:

• Ter a ver = ter relação (com), dizer respeito (a).

• Ter a haver = ter a receber.

Exemplos:

1. O João não tem nada a ver com este problema. (o problema não diz respeito ao João, não está relacionado com ele)

2. O João não tem nada a haver. (o João não tem nada para receber.)

A confusão entre estas duas expressões poderia ser evitada se em vez de “ter a ver” usássemos a expressão “ter que ver”. Na verdade, “ter a ver” é um galicismo, isto é, uma expressão que importamos do francês. Assim, podemos então dizer:

Isso não tem nada que ver com este assunto.

2 comentários sobre “Curativos Para o Coração Partido

  1. Ivan!!!Fiz exatamente isso…coloquei meu not do lado…e chorei chorei chorei …acho que acabei de ficar curada…chorar faz um bem danado…obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s