Mundo Corporativo – Fim de Carreira

Seu Alarcón Concha Y Toro é um velhinho chileno muito bonzinho que trabalha no financeiro aqui da empresa. Ele é ex-funcionário da Petrobras de onde foi demitido por atentado ao pudor. “Algo muito injusto”, diz ele.

Segundo Excelsa Aleluia, a chefe evangélica pentecostal do departamento de pessoal, seu Alarcón está na empresa desde “os bons tempos”. Excelsa não mede esforços para expor seu ponto de vista de que “os bons tempos” terminaram quando a empresa começou a contratar “gente” como eu. [Ela repete isso desde o dia em que eu a vi saindo da sessão de filmes adultos de uma locadora de vídeo com uma pilha de VHS na mão].

Enfim, seu Alarcón sempre cumprimenta as pessoas efusivamente chamando-as de Jefe (Chefe). Além disso, ele faz questão de mencionar a eventual aposentadoria: “Jefe, estou quase me aposentando” ou  “Jefe, daqui a 8 meses e 4 dias eu vou por o pijama”.

O problema é que seu Alarcón é o responsável pela folha de pagamento e até hoje eu só tive aporrinhação com ele. Descontos indevidos, horas extras não contabilizadas, férias não pagas, uma coisa atrás da outra. Toda vez que eu reclamo ele dá uma risadinha, põe a cabeça encolhida nos ombros e diz “Jefe, só falta um pouquinho para eu me aposentar.”

Pois é seu Alarcón, mas eu ainda tenho mais uns 30 anos de serviço e não me importaria nem um pouco em receber meu pagamento direito antes disso.

Ele ri e diz que eu levo as coisas a sério demais, que preciso “deixar acontecer naturalmente”.

Eu já ameacei reclamar aos superiores, mas não daria em nada. Esbarraria na Excelsa, aquela pervertida de saião e coque. E tem mais, seu Alarcón está naquele momento na carreira onde ele não tem medo de nada. Ele fuma no elevador, no banheiro e leva material de escritório para casa sem se preocupar com reprimendas. Ele praticamente só está aguardando a papelada da seguridade social para dar adeus à empresa.

Pelo jeito tudo indica que pelos próximos oito meses e quatro dias eu estou ferrado. Vou ter que me virar com o Alarcón.

alarcon petrobras

4 comentários sobre “Mundo Corporativo – Fim de Carreira

  1. Oi Ivan, tudo bem ctg?
    Eu tinha o mesmo problema q vc, e eu ñ sabia como reclamar. No trabalho as pessoas aproveitavam de mim e me exploravam digamos assim, rsrs. Até hoje não recebi um montão de coisas.

    Seu blog é bem divertido. Achei bem massa.
    Legal mesmo.

    1. Olá Neto! Muito obrigado por sua visita e seu comentário.

      De fato esse problema nas empresas é bem comum, não é mesmo? Todo mundo tem uma história pra contar. No caso do post é apenas uma crônica ficcional. 🙂 A foto, por outro lado, é bem verdadeira. Ela retrata um protesto que ocorreu há uns bons anos atrás na Petrobras. Atualmente eles nao andam fazendo greves por lá porque estão ganhando bons salários e boa participação nos lucros. E me diga: você faria um protesto desse tipo aí que os caras fizeram? Eu não faria! rssssss

      Saudações

      Ivan

    1. Confere. Alarcón Concha Y Toro não é apreciador de vinhos, mas um expert em pagodes. É notório fã do Molejão e dos Inimigos da HP. Creio que música pode ser uma forte opção pós aposentadoria.

      Vai entender…

      Bjo.

      Ivan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s