Mundo Corporativo – O que acontece em Vegas, fica em Vegas.

dança do mastro

Há 2 meses atrás, Alceu Cabeção me disse que ia se casar.

Eu disse: “Meus parabéns!”

Ele disse: “Muito obrigado. Você vai ser meu padrinho, certo?”

Eu ri…

Ele me olhou atônito como se eu tivesse acabado de dizer que ele era adotado e que haviam feito uma cirurgia de troca de sexo nele aos seis anos de idade.

Honestamente, até aquele dia eu pensava que Alceu Cabeção era uma das poucas pessoas equilibradas aqui na empresa. Ledo engano.

Como é que eu poderia ser padrinho de uma pessoa com quem tive poucas conversas rápidas na hora do cafezinho?

Eu: Bem, ahh, Alceu, Eu…. Putz!!!

Cabeção: Valeu amigão. Eu sabia que poderia contar contigo.

Eu: Mas, Alceu, eu mal lhe conheço.

Cabeção: Ha ha ha! Você é um palhaço mesmo! Por isso é que eu te escolhi para organizar a minha despedida de solteiro.

Eu: Sua o que?

Cabeção: Quero um festão, hein?! A mãe de todas as festas! Clube de stripper, muita bebida, coisa e tal. E é bom você se apressar porque o casamento é daqui a dois meses.

Eu: Dois… Mas, mas…

Alceu virou as costas e saiu.

Eu sou um cara pacato e não sei porque essas coisas acabam sobrando pra mim. De uma hora para outra me torno o responsável por organizar uma despedida de solteiro com direito a toda sorte de orgias num clube de stripper.

Pois bem, passados os dois estressantes meses em que Alceu me perguntou todo o santo dia quando e onde iria ser o grande evento, o dia finalmente chegou.  A festa foi ontem.

As coisas não saíram nada bem…

Eu fiz reservas na Boate La Rola Rola [pronuncia rôla róla] que fica no coração da zona do meretrício da cidade.

Lá estávamos nós: Mineiro da logística, Rivanildo, Seu Alarcón da folha de pagamento, Uóxinton, Haroldo do RH, Alceu Cabeção e eu no La Rola Rola…

Riva passou a noite inteira com o braço em volta do meu pescoço e cochichando ao meu ouvido: “cara, eu estou cheio de tesão.”

Haroldo tentando enfiar moedas de 25 e 50 centavos no fio dental das strippers,  quase foi expulso da casa.

Uóxinton, que ficou bêbado depois de tomar duas cervejas, me disse que sabia que eu detestava sua banda de hardcore, e passou o resto da noite me chamando de “cuzão de merda.”

Seu Alarcón ficava o tempo todo me mostrando a foto da esposa que ele carregava na carteira.

O Mineiro não parava de berrar para as strippers: “Nó! Diliiiiicia!! Eu vô esfregar meu pingulin em seu peitim!”

Estranhamente, apesar de todo o meu esforço, Alceu Cabeção não parecia nada animado com a festa, pois me olhava com certa dose de raiva.

Eu comecei a beber… Pesadamente.

Lá pelas tantas, Cabeção sentou ao meu lado e disse: “Tenho algo sério pra te contar. Eu terminei meu noivado há duas semanas. Não vai haver mais casamento.”

Eu disse: “Como é que é? Por que é que você não me avisou antes?”

Ele respondeu: “Porque você como padrinho escolheu um presente tão vagabundo na lista, que eu pensei que o mínimo que você poderia fazer é me dar uma festa decente. Mas essa festa está uma porcaria. Você pisou feio na bola.”

O que aconteceu depois disso é mais ou menos um borrão na minha mente.

Lembro-me parcialmente do Cabeção deitado sobre uma mesa encharcado de cerveja e as minhas mãos apertando o seu pescoço enquanto eu gritava “Morra desgraçado!!! Morra!!!”

Eu tenho certeza também de ter ouvido o Mineiro dizer “Ói, cê tá pertando dimai dá conta! Nossinhora! Ele tá branco quinein um lidileite. “, enquanto o Riva sussurrava ao meu ouvido: “Na jugular! Na jugular!”

Por fim os policiais chegaram… E foi todo mundo parar no  4o Distrito. Com exceção de Uóxinton que foi internado em coma alcoólico após ingerir absinto sob a forma de shot numa tulipa de chopp.

Esta é a história de como fui preso por tentativa de homicídio.

___________________________________________

analista

37 comentários sobre “Mundo Corporativo – O que acontece em Vegas, fica em Vegas.

    1. Que privilégio o meu! Espero, do fundo do meu coração, que outros possam te fazer rir ao longo dessa semana! Gandhi certa vez disse que “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitoria propriamente dita.”

      Um beijão, minha querida.

      Ivan.

  1. sorri muuuuuuuuuito.
    especialmente quando voce gritava:morra desgraçado morra!!! hahahahahah aaai sorri muuuuuuito.

    beijones pra você!

  2. Ahahahahahaha

    Preciso urgentemente conhecer melhor esse povo (e vou fazer isso).

    Que bom que tinha a indicação da pronúncia correta do nome da boate, porque eu, inocente, já tinha lido errado (ao contrário).

    Esperava tudo, que o Cabeção trocasse a noiva por uma das dançarinas, ou que o Mineiro quisesse dar para o Uóxinton…menos que o noivado já estivesse desfeito.

    Ri demais, e esse negócio de “lidileite” é muito bonitinho…rs.

    Beijo, Ivan.

    ℓυηα

    1. Luna, eu estou aqui em profunda concentração, pedindo uma luz para entender aonde a Rôla Róla e a Róla Rôla divergem tanto! rsssss

      Beijinhos.

      Ivan.

  3. Ivan,

    Já dei boas risadas com alguns posts que li por aqui. Ler seu blogger tem dessas coisas… Confesso que o último que li e comentei, não resisti e transformei em e-mail… repassei para os meus amigos aqui. Resultado? Foi um sucesso!!! Dei créditos ao seu blogger (obviamente) e recomendo muito uma visita aqui.

    O post de hoje não deixou minhas risadas serem “leves”… a leitura tem o poder de nos fazer imaginar como seria cada um desses personagens…imaginei cada cara de bebum… ahahaha

    Foi muiiiiito hilário!

    Um beijo.

    1. Poxa Mariana, fico bem feliz que tudo isso lhe faz rir. Eu rio muito com essas histórias que aparecem na minha cabeça… rsss

      Fique a vontade para fazer o que quiser com os textos. Agradeço as recomendações.

      Vem mais coisa aí pela frente. Talvez nem todos serão engraçados, mas eu vou me esforçar para deixar alguma mensagem. 😉

      Beijo.

      Ivan.

  4. Eu nao sei o que eu acho de bares de strip club.
    Na verdade, eu acho uma sacanagem nao ser interessante pra mim ver um homem rebolando num mastro, com uma sunga minuscula. Acho que sou old school.
    E esse comentario nao teve nada com nada, mas tudo bem.

    Beijos

    1. Seu comentário apesar de, na sua concepção, não ter “nada com nada”, tem tudo a ver com o meu blog. Ou seja, ele sim, não tem nada a ver… rs

      Minhas histórias são apenas sandices, ficções [como a que vc leu… rs], algumas meias-ficções, e outras poucas verdades.

      As for crazy stuff like these, I’m an old schooler as well!

      Bjos.

      Ivan.

  5. Ivan, li uns 10 posts até agora, tou adorando sua toada. Vou continuar lendo.
    E o “Jesus te ama, mas eu não” é sensacional.
    beijo, boa quinta
    fal

    1. teeeeeee heeeeee!!!

      Que legal a sua visita e sua disposição à leitura das minhas doideiras… rsssss

      Valeu de montão!

      Beijoca.

      Ivan.

      Ah, lembre-se: Jesus te ama, mas não sei se ele gosta de você!

  6. De tão envolvida fiquei,quase gritei junto :
    Corre que a policia vem ai !
    Você é o maximo
    ………………………………………
    Comentando o comentário:
    Meu mais sincero agradecimento a você que esperou a tempestade passar em mim e intuio energias boas.

    Meu bem querer

    Denise

    1. Eu é quem agradeço por suas palavras imensamente gentis. Fico feliz em saber que o pior já passou e que você voltou a escrever.

      Tempos novos para todos nós, Denise!

      Bjo.

      Ivan

  7. Olá Ivan,
    tens uma forma de escrever incrivel e um humor muito peculiar e fantástico! Em suma, fartei-me de rir. Realmente que figurinhas, hein?
    Beijos 😀

    1. Olá, querida Ana!

      Será que existem figurinhas assim em Portugal? 😛

      Obrigado pela visita. Saudações aos nossos irmãos da santa terrinha, sobretudo ao Joaquim e ao Manuel!

      Um ósculo!

      Ivan.

    1. Fico muito agradecido por suas palavras tão estimulantes, MM. Isso também é uma delícia! Que legal que você gostou! Eu também dou muita risada com essas cenas que embora inverídicas, não fogem muito da realidade desse nosso mundo pastelão… rsssss

      Beijocas,

      Ivan

  8. Muito engraçada essa história… fiquei imaginando se fosse verdade. Que encosto essa penca de amigos, vixe maria…
    Beijo!

  9. Oie! Num é que pensei comigo e com meus botões (se bem que não estou usando nenhum no momento), olha ele aí de novo… Novíssimo e em forma, ocê credita que dei boas risadas… rs.
    Beijos.

    1. Oi querida!

      O “olha ele aí de novo” é relativo ao Uóxinton ou a mim? Se for a mim, eu é quem digo: olha você aqui de novo… rssss Quanto ao seu querido Uóxinton, ele esteve, está e estará aparecendo de vez em quando… aguarde!

      Beijinhos.

      Ivan.

  10. Me se esqueci …dei muitas risadas com os comentarios tumem…vc num me apresenta o Uóxinton? sou xonada por ele.Para! …isto não é pra postar …beijocas

    1. Querida Vanda,

      Acho que vou entrar no ramo do ‘matchmaking’, ou seja, vou começar a formar uns casais e pedir comissão. Já há uma leitora louca pelo Rivanildo, e agora você com o Uóxinton. Eu não sei como anda o coração dele, mas vou checar discretamente [ele não fala comigo desde o dia do porre] e depois lhe digo. Mas, vou adiantar: ele tem dois irmãos que são desimpedidos e talvez você se interesse. Um deles é o Uélinton que é Diretor de Estratégia de Ataques e Invasões da Gaviões da Fiel e o outro é Martinálio. No momento Martinálio cumpre pena no CDP de Tremembé, mas acredito que até o dia 12 de junho de 2010 ele vai estar disponível para passar o dia dos namorados contigo. Topa??

      Bjo.

      Ivan. [em prol dos casais apaixonados]

      ahhh… nao é para postar… ihhhhh si isquici… hihihihi

  11. Seu Ivan

    Minha namorada pediu pra lhe entregar a chave do apto do ex e a aliança. Já que são amigos, pode nos fazer esse favor? Aliás, ficamos com os presentes. Quer ser nosso padrinho?

    A Stripper.

    1. Prezada Stripper,

      Primeiramente, parabenizo pelo futuro enlace. O amor, seja na forma que for, deve ser celebrado. Infelizmente, por determinação judicial, não posso me envolver em situações relacionadas a casamento, batizados, formaturas, bar-mitzvah, sessões de descarregos e afins. Meu advogado está trabalhando com afinco para descaracterizar a tentativa de homicídio e conseguir uma pena mais leve fundamentada em “comportamento inapropriado sob a influência de abuso de substância”.

      Aproveito o contato e peço desculpas pelas moedas que o Haroldo do RH tentou encaixar em seu ‘derrière’ [que, cá entre nós, acho que merecia moedas de 1 Real].

      Enfim, quanto ao seu pedido para entrega da chave, receio, por motivos já elucidados, que também não posso atender. Já a aliança, porque não aproveita e pede para confeccionar com alguma designer de jóia talentosa um badulaque para presentear a vossa futura companheira?

      Longos anos de muito amor carnal, emocional, animal e financeiro.

      Respeitosamente e contrito,

      Ivan.

  12. Nossinhora!!! Quase ocê mata mermo o homê, sô!
    Inté me deu um nervoso, pensanu na mortaiáda na casa do meritrício…rss

    ó…mas rendeu um texto, que dou nota 10!
    Beijo, bom findi procê tamém!

  13. Seu Ivan

    Primeiramente e antes de tudo preciso dizer o quanto me emocionou encontrar uma pessoa que compreende, aprecia e sabe avaliar o real valor de mercado de um derrière. Coisa rara. Agradecida.

    Aproveito para agradecer também a dica da jóia. Como boa transformista que sou, a idéia já deveria ter me ocorrido. Considere feito.

    A Stripper noiva,
    Feliz e grata.

    1. Prezada Stripper, the bride,

      Emoções para ambos os lados. Fico feliz quando posso interagir com as minorias. Sou um homem de mente aberto e bastante solidário às minorias que desejam viver sua própria consciência.

      Permita-me uma pedido: brinde-nos com uma imagem da peça que será confeccionada com o ouro dos tolos, se é que você me entende…

      Saudações.

    1. Querida Sol,

      Eu adoro fazer chorar de rir. Eu sou bom em catar as coisas da vida que são divertidas e passar pra frente. A vida é que é um grande barato!

      Um beijo pra ti tbm.

      Ivan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s