Mundo Corporativo – Isso não é lugar para eles…

Com a crise gerada em função do vírus H1N1, muitos pais fizeram de tudo para proteger seus pequenos desse possível mal. Nada mais justo. Aqui na empresa, abriu-se um precedente incomum. Os pais que quisessem poderiam trazer seus filhos para o trabalho. Maria do Rocio trouxe a sua filhinha de cinco aninhos. Todo mundo ficou pajeando e adulando a menininha e fazendo aqueles comentários manjados.

“Ah, você é a nova atendente de telemarketing?”

“Nossa, a empresa está contratando um pessoal bem novinho atualmente.”

“Ei, menininha, vamos até a cozinha tomar um café?”

A garotinha parecia assustada. E não era pra menos…

Pessoalmente, não acho que crianças devem ser expostas a cubículos [baias], ar reciclado e a políticas funcionais até que tenham idade para fazer sexo. Acho uma crueldade.

“Ei, garotinha, olha o que te aguarda daqui a vinte anos: café requentado, reuniões de departamento e uma salinha minúscula e apertada todinha pra você. Aproveite a sua liberdade enquanto é tempo!” Esse tipo de assédio é mais traumático para a criança do que entrar no quarto dos pais na hora em que eles estão fazendo sexo… Bem, quer dizer, quase tão traumático quanto…

Talvez, ao ver tanta papelada e depois de ouvir tanta reclamação, a menininha venha a ter maiores e melhores aspirações para o futuro. Tomara. De qualquer maneira, ela parecia bem acomodada na cadeira de sua mãe, navegando o dia todo na internet e até me mandou um email com uma piadinha. Quando acabaram os biscoitos na cozinha, ela chorou, mostrando que puxou a chorona da mãe [lembram-se dela chorando quando sua cadeira sumiu?]. Talvez seja uma boa idéia já mandar imprimir os cartões de visita dela agora. Parece que essa criança tem futuro na empresa.

Sabendo que a diretoria autorizou a vinda de crianças para o trabalho com seus pais, o Riva, que não tem filhos, decidiu trazer seus cachorros. Riva tem três cadelas poodles chamadas Santa Maria, Pinta e Nina. Depois de brigar com a segurança [ele trouxe certidões de nascimento onde constava o nome dele como o pai das três], ele conseguiu a autorização do nosso chefe Ivo para entrar com as cadelas. Riva as amarrou em sua cadeira e começou a “trabalhar”. Eu perguntei a ele porque é que ele trouxe os cachorros e ele disse que havia despedido a babá. Algo a ver com o desaparecimento de uma Pepsi da geladeira.

Em poucos segundos a cachorrada começou a latir. Elas só paravam de latir para fazer xixi no carpete ou “relar” uma na outra.

À essa altura do campeonato Cinira Arruda já havia reunido uma multidão enfurecida. Foram todos bater na porta do Ivo.

Em seguida a Maria do Rocio enfrentou o Riva dizendo que ela e a filha eram alérgicas a cachorros. As 3 cadelas percebendo a animosidade se soltaram e irromperam um ataque à Rocio, derrubando-na e mordendo-a na virilha. Eu sei disso porque eu a ouvi caindo no chão e começar a gritar: “Ai, elas estão mordendo a minha virilha! Ai Jesus! Minha virilha, minha virilha!”

Riva começou a gritar ”Solta! Não! Feia, feia! Suas cadelas feias! Parem! Santa Maria, senta! Pinta, deita! Nina, não! Para! Suas malvadas, feias! Na na nãooo! Papai tá zangado!” Mas, nada fazia as cadelas largarem a virilha da Maria do Rocio.

Por fim, o Ivo apareceu, puxou as cadelas e deu ordem para o Riva levá-las pra casa. “Agora!!!”

Eu tenho que admitir que nunca vi o Ivo assim tão determinado e firme antes. Todavia, ele acabou dando a maior bandeira quando perguntou à Maria do Rocio se ele podia fazer curativos nela.

Como se tudo já não fosse uma grande baixaria.

___________

pessoas erram

colheita maior

12 comentários sobre “Mundo Corporativo – Isso não é lugar para eles…

  1. Baby, timing perfeito!

    Sexta passada foi o evento “TIM abre as portas”. Traduzindo, dia das crianças na empresa. Funciona assim: molecada no espaço com recreação de manhã, pais pegam pro almoço e a parte da tarde, elas todas conosco. Alguém trabalha? hauhauhauhauhauhau…
    Não, né?
    Então, crianças correndo pelos corredores, todas as máquinas em algum jogo online, doces e balas por todos os lados. Day after, hoje, pais contando que seus pimpolhos disseram que preferem trabalhar à ir para a escola.
    hauhuahuahuahu…
    Um colega meu, que não levou os filhos, hoje se disse feliz pq não iludiu as crianças.
    Fiquei feliz pelos filhos dele também. Muita ilusão pra cabecinhas tão jovens…

    aiai…

    Beijo Grande

    1. Oi mocinha! Tudo bem com você?

      Eu sou um pouco suspeito pra falar, porque sou fascinado, loucamente fascinado por crianças. E quando me refiro à essa fascinação não estou falando de gerar filhos, mas de observar esses pequenos seres. O maior problema das crianças, o que realmente as “estraga” somos nós os adultos.. rs

      Não vejo maldade nas crianças, elas não me incomodam de forma alguma. Mais do que amar aquele cheirinho, aquelas miniaturas de gente, eu adoro a mente das crianças. Enfim, acho que já deixei claro o meu entusiasmo, né? Poderia falar mais e mais. E vou te dizer, se eu tivesse tempo e os meios eu sairia daqui agora mesmo pra fazer um filho em alguém … rssss

      1. Sim meu caro rapaz, tudo bem comigo.
        E contigo, tudo certinho? 😉

        Querido, crianças tb me fascinam. Mesmo.
        O tal dia delas na empresa me deixa numa alegria imensa, pois são miniaturas de gente que muitas vezes são os “mini-me” de colegas de trabalho queridos. Todos juntos, correndo e brincando, dando vida pr’aquele lugar tão cinza.
        Só fico com peninha deles acharem que escritório é uma festa. Sabemos bem que não é.

        E qnt a filho(a), farei o meu(a) em 2016. E não é pq é ano de Olimpíada no Rio (comecei a ouvir essa piadinha ultimamente), é pela idade que terei mesmo. Coisas de Capricorniana chata que planeja tudo. A pobre criança nem tem pai ainda, mas já tem data pra nascer.

        rsrsrs

        Beijo Grande.

        P.S.: Uma colega minha que tem 2 shih-tzu como filhos disse que os dela nunca dariam trabalho se fossem pro escritório. Concordo com ela. Será que o Ivo abriria exceção pra eles, nesse caso? rs

        1. Oi querida!

          Alguns escritórios são uma verdadeira festa, um carnaval, por assim dizer. Aqui na Bigshit Machines o bicho pega ‘pracapá’. Recebemos também a visita de uns jovens na faixa dos 19 anos que vieram ter uma experiência corporativa. As reações foram diversas. Eu conto num outro post.

          Interessante seu projeto de maternidade assim tão bem pre-definido. Talvez em 2016 você já possa até escolher o sexo da criança de antemão. Pai não importa, o que importa mesmo é ter uma data.. rs

          Shit-zus são cães quietos e dóceis, mas assim como o Lhasa Apso são guardadores. Sua colega deve ter educado bem esses animaizinhos, mas sempre existe uma grande interrogação quanto ao comportamento num ambiente diferente. Ela pode se surpreender. Eu acho que o Ivo só permitiria se a Rocio tivesse deixado ele fazer curativo na virilha dela.. hahaha

  2. Ui, ui, ui…se eu trabalhasse nessa empresa, teria pedido demissão assim que as cadelas entraram. ¬¬

    Por que na virilha? Fiquei curiosa.

    * O detalhe da caneta preta falhando foi de arrepiar. Às vezes tenho até medo de ti.

    ** Vai rolar, daqui um tempo, a exposição do “Amor de Papelão”?

    Dois beijos de terça, moço querido.

    ℓυηα

    1. Oi Luna,

      Antes da virilha, falemos da cabeça de Rivanildo. Ele é enigmático. Solteirão, vive só com suas 3 cadelas, tem comportamento anti-social, é do tipo esquisitóide. Riva é minoria, e eu me apego às minorias. Mas, até eu e meus valores, derrapam e se encolhem quando se trata de Rivanildo. Enfim, tente entender essa mente curiosa.

      Quanto à virilha. Cachorros são seres ensináveis. Mini Poodles não são violentos por essência. Animais tendem a imitar o comportamento dos seus donos. Estamos chegando a algum lugar? O que eu acredito, menina Luna, é que Riva anda ensinando certas coisas esquisitas a esses animais. Atacar pela virilha deve ser uma dessas coisas. Tudo indica também que a virilha parece ser local costumeiro para essas cadelas. O porquê disso, eu deixo para sua imaginação. Eu tenho as minhas desconfianças.

      Uma exposição do amor de papelão pode ser levada em conta. Parabéns por ter notado o “detalhe” da caneta falhando. Parabéns por seu senso de observação. 🙂

      Obrigado pelos beijos. Outros pra você.

      Ivan.

      1. Meu Deus!

        Prefiro pensar que esse ataque tem ligação com o instinto dos bichos e a artéria femoral. Pelo que me lembro, ela passa pelas quadradezas das coxas.

        ℓυηα

        * Acho que é a primeira vez que posto a tréplica no lugar certo.

        1. Nosso Deus!

          Pense naquilo que lhe causar menos espanto. Eu já acho que o ataque na virilha está mais ligado a perversão do dono das cadelas :-/

          Acertou o lugarzinho da tréplica. Aos poucos o wordpress se torna mansinho. rs

          Ivan.

  3. Meu Deus, que loucura….
    Começo a duvidar da masculinidade de Riva…sério…
    bom adorei as imagens…todas muito fofas, a primeira é bem verdade, descobri isso á exatos 2 dias, bom , na verdade, já sabia, mas fingi que não….

    bjos!!!!!!!!!

    1. Querida Amanda,

      Você parece ser uma menina que tem uma boa cabeça presa ao corpo. Suas desconfianças são completamente coerentes e provavelmente precisas. Eu ainda não posso garantir que o Riva faça parte da irmandade fresca. Riva é um cara tão esquisito que eu acho que até na comunidade gay ele enfrentaria problemas para se relacionar. Mas, estou contigo, acho que ele é sim. Deixo claro que não tenho nenhum problema com isso e não deixo de interagir com ninguém por conta de sua orientação sexual. Ainda quanto ao Riva, se ele for gay, isso não deve nem ser considerado um problema perto das inúmeras esquisitices desse rapaz. rsssss

      E, realmente, amar demais não nos garante nada a não ser nossa integridade.

      Beijocas.

      Ivan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s