Sexo Verbal

Sávio Augusto era um homem de visão liberal; homem sem falsos moralismos, intenso, perdulário no linguajar chulo e sórdido. Célia Maura era uma dama, pautada, modos finos, linguajar mesureiro e cortês.

Os dois haviam se apaixonado perdidamente e se desejavam a despeito de suas personalidades diametralmente opostas, com o perdão da redundância.

Era uma noite de temperatura agradável, em que Sávio Augusto bebera lepidamente várias tulipas de chope, uma caipirinha, duas doses de vodca e um Redbull com tequila, e Célia Maura consumia lentamente seu Dry Martini com duas gotas de angostura ao invés de três, que segundo ela, “fazia toda a diferença”, enquanto ouvia Sávio contar piadas como só ele sabia. Célia Maura estava encantada por aquele homem e já não resistia mais o desejo de amá-lo num leito sem mácula.

Sávio Augusto, perspicaz como uma hiena, e com a delicadeza de uma revoada de hipopótamos, vira-se para Célia Maura e pergunta: “Quer foder?”. Célia Maura ao ouvir o convite do seu amado engasgou com a azeitona do Dry Martini e precisou ser socorrida por um médico que na mesa ao lado tomava um scotch com gelo. Para surpresa de Sávio Augusto, as primeiras palavras de Célia Maura depois que recobrou a respiração, foram: “Eu aceito”.

A caminho do Motel Dou-lhe Uma Dou-lhe Duas, Célia pediu que Sávio parasse em sua casa porque ela precisaria “recorrer à sua necessaire, e também pegar a sua camisola e seu tamanquinho de pompom”.

Sávio Augusto que havia gasto boa parte do seu dinheiro com bebidas optou pela suíte Bocage que era a mais simples. Contudo, os dois amantes ao se despirem e se lançarem à cama box da suíte, entenderam que, apesar de suas diferenças, os dois se encaixavam perfeitamente quando se tratava de intercurso sexual.

Sávio urrava e amava sua pequena como se fosse ela a sua primeira amada, enquanto Célia Maura com sua voz tenra, fina e quase infantil gemia de prazer com as investidas de seu companheiro de amor.

Foi então, no ápice, no cume desse amor, que Sávio Augusto, não suportando de prazer, começou a dizer os maiores impropérios, e, utilizando-se de todo o seu conhecimento de palavras de baixo calão, xingava, falava heresias, e vomitava os mais sujos adjetivos que lhe vinham à mente. A pobre Célia Maura, entorpecida de deleite, resumia-se a repetir em baixo tom o nome de “Sávio Augusto, ó meu amor, Sávio Augusto”. Nesse instante Sávio surpreende Célia e demanda: “Me xingue!” Ela com os olhos arregalados o interpela: “Como?” Sávio Augusto com suor escorrendo pelo rosto, a face deformada por prazer, os olhos vesgos de excitação, repete: “Me xinga, porra!” Célia Maura franziu a testa, e com um gemido que misturava prazer e desespero por ter que fazer algo que jamais fizera, fica com a voz engasgada e seu rosto se transforma como o rosto de quem luta no banheiro para se livrar de uma constipação, e diz: “Eeeeuuuu nãooooo seiiii xingarrrr…” Sávio Augusto num crescente galope agora bufa de prazer e relincha sobre sua amada repetindo: “Me xinga, caralho, porra, puta que pariuuuuu… Vou gozarrrr.. Xingaaaaa” e Célia Maura com uma cara de ameixa seca diz… “Xingar o queeeeee? Não seiiiii…”, “Xinga, xinga, xinga.. Aiii.. Vou gozar.. Xinga, ai ai ai…caraaaaaalhoooo” bramia Sávio Augusto… Foi então que Célia Maura cumpre o que pedia seu amado e diz p.a.u.s.a.d.a.m.e.n.t.e.: “Seu, seu, seu… P.A.T.I.F.E.!!”

_____


33 comentários sobre “Sexo Verbal

  1. Ivan,

    Dei risadas deveras aqui…

    muito bom!

    E essa imagem, hein? Seria um doritos ali? Ainda bem que ela tem uma lata de refrigerante na mão…

    beijo beijo

    1. Boca,

      Doritos na cabeça com certeza!!!!! E uma latinha de SevenUp. Se fosse vinho, era tu! Não fique com nenhuma patife que você tenha que impressionar, ouviu bem? Fique com algum filho da puta que te faça feliz!

      Ha!

      Beijoca.

      Ivan.

  2. Olha…estou rindo até agora….
    Fantástica a história!!Tadinha dela…=(

    Um super beijo e adorei a foto…amo Doritos!!!

    1. Oi Sol,

      Ria, que faz bem! Se eu fosse Sávio Augusto teria rido por uns vinte minutos e ia ser difícil retomar a trajetória.. hahahahaha

      Beijos, meu bem. E vou começar a campanha mande Doritos e nao mande flores.

      😛

      Ivan

  3. Adoro suas crônicas.
    Fico imaginando como não é a Célia Maura, pra na hora, só conseguir pensar em patife como xingamento. rs

    E a frase da imagem, genial. Vou anotar no caderninho, pra não esquecer mais.

    Beijo Grande

    1. Querida Maíra,

      Célia Maura é tudo aquilo que você leu. Uma ótima mulher, mas que não sabe xingar… rsssss

      Também gosto da frase. Acho que se o pessoal decidir seguir a orientação, muitos casais serão desfeitos, não é mesmo? rss

      Beijos, linda.

      Ivan.

  4. Impressionante mesmo é que cada vez que eu entro aqui tem alguma coisa com a qual eu me identifico. Até o Doritos!!!!!Será bruxaria? heheheh
    Beijos

    1. Querida Valéria,

      Você descobriu um segredo! Sou bruxo formado pela USP. O paraninfo da minha turma foi Harry Potter e na festa a gente tomou elixir com asa de morcego! Ha!
      Agora, uma coisa eu sei por certo: Não vou mais mandar flores pra mulher nenhuma. Agora eu vou mandar é um pacote de Doritos. Você é a terceira que demonstra um apego a essa iguaria.. rsss

      Beijinhos, meu bem.

      Ivan.

  5. Ai, caramba! Tive uma professora de Ensino Religioso, na sexta série, que se chamava Célia, será a mesma? oO

    Se bem que aquela tinha cara de quem chamaria o Sávio Augusto de puto, cachorro e filho da mãe, sem a menor cerimônia…bom, enfim.

    A imagem é ótima, a mensagem é perfeita! Bom mesmo é impressionar-se com as qualidades de quem a gente ama, e saber que o ser em questão não está fazendo esforço algum, que é naturalmente admirável. (Tô romantiquinha, bb)

    Beijos, dois.

    ℓυηα

    1. Preciosa Luna,

      Não creio que Célia Maura tenha sido sua professora, até porque, pelo que você me diz, a teacher tinha cara de saber chutar o pau da barraca na hora certa. Religiosos, ou mesmo uma mera professora de religião, podem nos surpreender com as perversões mais cabeludas… rsss

      Luna, eu imagino que seja uma tristeza muito grande estar com alguém a quem se tem que impressionar em troca de aprovação. Falar a coisa certa, vestir a coisa certa, beber a coisa certa, ou até pensar a coisa certa para ser amado é certamente algo bizantino. Deus nos livre!
      E quanto a você, fique sempre romantiquinha, porque se somos tolos, nós os românticos, bem mais tolos o são os frígidos. Só não esqueça, nada de p.a.t.i.f.e. rssss

      Bitoca.

      Ivan.

  6. Ivan…
    Estou rindo horrores aqui… kkkk
    essa historia me lembrou um episodio de Friends, onde o Ross sai com uma colega de trabalho e ela pede para ele falar alguma coisa “quente”…ele se enrola, se enrola e solta: “Vulva!” ahuahuhuahua
    Por incrivel que pareça, eu conheço uma guria que também nunca fala palavrão, deve ser parente da Celia Maura….

    Quanto à imagem, sim doritos é bem mais confortante que flores…srsrrs
    Concordo plenamente com a frase…só vale a pena gastar batimentos cardiacos com quem saiba o valor deles…
    Bjs

    1. Querida Fran,

      Como é que alguém pode não gostar de Friends? E como é que podem gostar mais do Joey do que do Ross e do Chandler? Ele falou ‘vulva’? hahahahahahaha

      hahahahahahaha

      Estou me partindo de rir só de imaginar aquela cara de panachão do Ross dizendo isso.
      Cara, eu adoro um palavrão saindo da boca de uma mulher… será que eu sou o Sávio Augusto?
      :-/

      Você é um amor, Fran. Mais tarde vou mandar um motoboy aí com um saco de Doritos pra você.

      😛

      Beijinhos.

      Ivan.

  7. Pa pa ti fe .. esse texto, esse pode ser definido como o verdadeiro ponto fora da curva (rs).

    Ps… Pessoal aqui pedindo para agradecer a narrativa desse colóquio amoroso (rs), no final da leitura ouve aplausos aqui!!
    Alguns se apegaram na frase: viver sem ter que impressionar ninguém.

    Bjs!!!!!!!

    1. Juju,

      Eu e Célia Maura somos dois pontinhos fora da curva. Eu ainda tenho esperança de encontrá-la no par perfeito. Eu vou ensinar essa mulher a xingar feito o cão!

      Diz pro pessoal que eu tenho conta no Banco do Brasil, na Caixa Econômica, no Itau e meu nome tá no Serasa. Assim sendo, estou captando recursos para sair do vermelho e, assim, continuar fazendo o povo rir. Ha!

      Desejo ao pessoal que se apegou que voltem todos amanhã pro trabalho com o dever de casa feito!

      Love.

      Ivan.

  8. A última imagem me lembrou Caio fernando Abreu:

    “Penso também outra coisa de gente grande: não adianta muito você se enfeitar todo pra uma pessoa gostar mais de você. Porque, se ela gostar, vai gostar de qualquer jeito, do jeito que você é mesmo, sem brilhos falsos.”

    Adoro!

  9. primeiramente: adorei os nomes – célia maura e sávio augusto! liiindos!
    segundamente: suíte bocage foi o melhor!!! terceiramente: hahahahahahahahaha
    quartamente: a ‘moral da história’ foi perfeita!

    adoreeei!

    beijo, dear

    1. Rafaela Otávia de Prattini Homem de Mello Cataguazes Belzebu Silva,

      Primeiramentemente, os nomes sao belos e sonoros como os teus.
      Segundamentemente, só tinha a suite bocage, já que a suite Zé Mayer estava ocupada [pelo próprio Zé Mayer].
      Terceiramentemente, esse blog é sério.
      Quartamentemente, é que nóissósifodi!

      E você é bem querida!

      Ha!

      Ivan Renato Pitangueiras Matarazzo Dória Junior Fausto Silva Marinho Bonner Bafo de Bode.

  10. Tadinha da Célia Maura…
    Mas ainda bem que ‘patife’ é coisa rara de se ouvir hoje em dia… porque eu não conseguiria conter o riso! 😀

    Quanto ao Doritos, pode me achar louca mas ainda prefiro as flores. São muito mais charmosas.
    (será que o Ramon concorda comigo? o.O )

    1. Doce M.M.,

      Se isso tivesse acontecido comigo [cof cof cof cof] eu certamente apertaria o botão de Pause || no mundo e gargalharia horrores! Ha!

      Consultei a Ramon e ele em sua infinita sabedoria de ursinho conselheiro mandou dizer:

      “A César o que é de César. Doritos para as lindas e flores para as belas.”

      Assim falou Ramon!

      Beijo.

      Ivan.

      1. Danadinho… de bobo, esse Ramon não tem nada! (nem vou apertar mais esse ursinho, já percebi que ele é esperto!)
        Oh, e trate de dar mais voz a ele por aqui, viu?! Antes que a Amargha o descubra e o leve pro rádio… risos…

  11. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ri muito! Uma mistura de novela mexicana com er…bom, você sabe. kkkkkkkkk

    Mas eu acho que depois desse “patife”, o Sávio Augusto “murchou”, viu?

    kkkkkkkk

    Bjocas!

    1. Miss desse Nosso Universo,

      Você encheu minha bola, pois eu estava mesmo pensando em mandar uns textículos para uma emissora Mexicana. Mas, vou mudar Sávio Augusto para Pancho Jose e Celia Maura para Conchita De Lucía.

      Ha!

      Beijinho.

      Ivan.

  12. Ri muito, mas confesso… A imagem+palavras do fim me deu um tapa na cara. E apesar de não ser dessas, de tapinhas e nomes feios (rs) confesso que gostei. Ah, gostei… rs…

  13. P.e.r.f.e.i.t.o!
    Questão de comunicação, não é?
    Sávio Augusto parece que não compreende outras formas de expressão.
    (Nossa…rs, me lembrei de alguma propaganda lá dos antigamente : você que escuta mas não entende bem as palavras).
    Beijos,
    D.

    1. D.,

      Comunicação é tudo, [apesar de não pagar as minhas contas…], mesmo para trogloditas como Sávio Augusto e pucelas como Célia Maura. rs

      Beijocas.

      Ivan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s