Nunca vão mexer no meu

Amanhã eu vou dilatar a pupila…o urologista é na semana que vem…como diriam os saudosos filósofos Mamonas Assassinas: “O zoísta cuida dos zóio e os oculista, Deus me livre, nunca vão mexer no meu”…

Não dá pra escrever muita coisa sob tamanho estresse. Cante comigo:

14 comentários sobre “Nunca vão mexer no meu

  1. Caaaarra… que antológico!!! Valeu! Até parei o Chet Baker que tava tocando aqui pra botar os Mamonas-Belchior!

    By the way, Don Mills mandou um recado pra ti:
    “p.s. If you ever hear from that rascal Ivan, tell him I say “Você arrebenta a boca do balão!” I’m still not sure what it means, exactly, but I trust it is complimentary.”

    In
    http://crabbyoldfart.wordpress.com/2010/03/22/getting-a-rise-out-of-an-old-man/

    Comment, 03/28/2010

    Loads of love to you. 🙂
    Cecilia

  2. Parece um menino pequeno com medo de ir ao médico..rs
    Toma jeito, rapaz!!!

    Amei a música dos Mamonas…rsrs

    Beijos

    1. Solzinha, não é medo… é um dedo, cacete!!! Ui!

      Foi ótimo ouvir os caras novamente. É uma pena que eles não estejam mais por aqui.

      Bitoca.

      Ivan.

  3. Ivan, fala sério, você já viu aquele instrumento utilizado em exames ginecológicos chamado vulgarmente de ” bico de pato” ? Amigo, juro pra você, situação mais humilhante que esta não há!
    E se pensar nisso não te servir de consolo, sai de lá e se dá um mega-super-hiper pote de Häagen Dazs sabor Chocolate Belga, de preferência dado na boca por uma moçoila aflita para reafirmar sua masculinidade. Beijocas solidárias!

    1. hhahahaha

      Ô Val… eu já vi o tal bico de pato, e até a mim que sou homem aquela desgraça já humilhou. Eu estou tirando uma onda com esse lance do dedo [será que estou?.. rs] Eu sou um adepto e encorajo o exame de próstata a todos os homens, até porque meu pai foi curado desse câncer. Agora, a ideia do Häagen Dazs não foi nada ruim. Acho que na volta do oftalmo com os olhos arregalados eu ainda consigo achar um na prateleira.

      Obrigado pela solidariedade, meu bem.

      Ivan.

  4. Ivan, se dor é só gritar haha. Sorte no médico.
    Nossa, os mamonas nem lembrava mais, mas eu gostava deles.
    O texto da imagem no final do post tá ótima, por mais que sejamos transparentes com as pessoas, sempre tem algo que guardamos só para nós. Nosso esconderijo secreto… Bjs

  5. Oi Ivan!

    Saudades de ler você…
    E de rir de/com você (rs).
    Lembra do conselho da Martha-Infeliz-Declaração-Suplicy: “Relaxa e goza porque você esquece todos os transtornos depois.” e ainda… :
    “Isso é igual a parto. Depois esquece tudo.”

    E, concordo com a a sua frase final. JAMAIS!

    Um beijo,

    D.

    1. Querida D,

      Você sabe que lhe tenho em altíssima estima, e, portanto, valorizo seus conselhos, inclusive aqueles que são encaminhamentos de sugestões feitas por nossa amada sirigaita marxista consumista Marthola Xuplicy.

      Bom te reler, meu bem.

      Ivan.

  6. Oi Gatão….
    Relaxa……

    Ai que saudades dos Manomas….rsrs

    – Olha no meu olho….não esqueci dos eu coelho da Páscoa não viu….talvez ele só se atrase….rs ( a coisa aqui está punk…)
    – Ah só pra te avisar….hoje é meu B’Day….

    Beijão ti adoro Ivanzoca!

    1. Oi gatíssima,

      Estou olhando em seu olho com a minha pupilona dilatada. Está tudo claro, estou literalmente vendo a luz!

      Não se apresse com meu chocolate. Eu espero vocês dois a vida inteira [pense num cara romântico!.. rsss]

      Quanto a seu níver, estou aqui procurando teu telefone pra ligar. Vou cantar um sucesso do U2 com violão e tudo! Ô felicidade. Deus nos deu você!

      Beijos, minha preciosa.

      Ivan.

  7. Querido Ivan

    Vc anda econômico… Entendo que está em um momento de correria…
    Calma, tuuuudo vai se acalmar.
    Inspire. Expire. Repita 2000000000000 vezes e tenho certeza que o lance do urologista vai ser tranquilo.
    Espero que você não tenha que ouvir do médico: ” Agora de uma “tussidinha”” Há!!!!

    Conta depois como foi… Não economize nos detalhes, ok?

    Fique bem!

    Shirley Vivaldini

    P.S: Tomara que o dedo do urologista seja eeeeenoooormeeeeeeeeeeee!!

    1. Querida Shirley Vivaldini [se não fosse por esse nome],

      Sinto, quase que vejo, um risinho na sua cara. E como aqui o ‘negócio’ é mais embaixo, eu vou começar pelo final, ou seja, é um dedo! Só um dedo. Não vai ser o dedo de um jogador de basquete, nem de um atacante de rede do voleibol. O dedo será o suficientemente grande para dizer se estou bem ou mal e para se evitar uma segunda opinião, se é que você me entende.
      Quanto aos detalhes, amore mio, nesse caso eu mato a cobra mas nao mostro o pau [uiii], portanto não lhe darei o prazer de aumentar esse teu riso debochado.

      Ha!

      Beijocas.

      Ivan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s