O Massacre da Besta Fera

A besta fera movida a contendas cambaleia em minha direção. Enorme e desajeitado, rígido e desgracioso, descoor- denado feito um robô embriagado, mais ater- rorizante que o filho delinquente do monstro Frankenstein.

Seus braços relaxados, musculosos, porém conspicuamente inúteis, como se fossem mais um acessório do que um membro funcional, os atuadores nas extremidades coxos e flácidos, uma existência sem sentido, eu diria se me perguntassem.

Mesmo assim, ele ainda segue em minha direção, determinado e decididamente furioso. Infelizmente suas pernas ainda funcionam, ainda que desairosamente. Ele balança tropegamente, como se fosse um velho ser sofrendo com o enjôo do mar em um convés inclinado.

Perdido? Bêbado? Não dessa vez, certamente não, e essa é a sua casa, não há como ele estar perdido. Ele está mais próximo agora, perigosamente próximo, erguendo aqueles braços desengonçados em minha direção, produzindo enormes movimentos giroscópicos enquanto grunhe e resmunga nonadas vis. É então que o inevitável acontece. Eu sou esmagado por um forte golpe de seu punho, e a luta acaba.

É dura a vida de um despertador. O Ivan parecia tão feliz quando foi dormir e antes de eu acordá-lo.

2 comentários sobre “O Massacre da Besta Fera

  1. Ivan,

    sua veia literária está apuradissíma. Adorei o texto, adorei o desfecho. Só você para fazer um conto com o foco narrativo de um despertador.

    Você é ótimo. Sempre e em todos os sentidos.

    beijo

    1. Ô Boca!!!

      Muito obrigado!! Eu estava precisando de um pouco afirmação!!!! Que bom que você curtiu! 😛

      Fiquei bem feliz!

      Beijocas.

      Ivan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s