Até o Próximo Domingo

Final de manhã de domingo eu trabalhando na versão de um contrato de prestação de serviços de consultoria bla bla bla. Telefone toca, ouço o tema da minha vida [ligação a cobrar], atendo.

Arthur: ô paiiêê… ó… assim ó… é que.. então… é

Eu: Arthur, fala…

Arthur: então paaiiiê… assim ó.. tem um churrasco.

Eu: Tem.

Arthur: Tem.

Eu: E?

Arthur: então paaaiiê, eu e o Di já tinha que ter chego lá (sic)…

Eu: Chegado.

Arthur: É. Chegado.

Silêncio

Arthur: e aí paiêê se você puder dar uma carona pra nóis e aí a gente tem que levar tipo assim algo pra bebê, tipo dois refri, sabe, e aí uns dérreau pro refri (sic, sic, sic, sic, sic)

Silêncio

Arthur: Você taí, pai?

Eu: Hum hum. Onde fica esse lugar?

[Detalhe para aqueles que ainda não têm filhos: churrasco de filho, em geral,  é longe. Fica na zona rural, na divisa do Estado, na puta que os pariu, tem que ter passaporte e visto pra entrar]

Arthur: O Di sabe.

Eu: Chego aí em 10 minutos.

Arthur: Aê paiêêê

15 minutos depois buzino na frente da casa deles. Já que é domingo, eu ligo a Rádio Paraná Educativa para ouvir música popular. Diego é o primeiro a descer. Entra no carro, e me beija. No rádio toca Lembranças na voz de Nelson Gonçalves e Martinho da Vila.

Diego:  O que é isso que você tá ouvindo? [tradução: que merda é essa???]

Eu: Lembranças.

Diego: Tá. Mas, isso é CD?

Eu: Rádio.

Diego: Posso mudar?

Eu: No ônibus toca pagode, quer dinheiro da passagem? Hoje é domingo, de repente o motorista deixa até você escolher a música!

Diego: Ô, tá estressado, hein?

Eu: Di, onde fica esse churras?

Di: Conhece a Rua Alagoas?

Eu olhando nos olhos do Diego tentando fazer ele entender a seguinte mensagem telepática: Eu já sei que tenho cara de caixa eletrônico, mas não sabia que também tinha cara de GPS. Além de eu dar o cu, eu ainda tenho que dar raspado? Mas, acabo dizendo o seguinte:

Eu: Por que é que vocês não imprimem o mapa do lugar que querem ir? Eu não sei onde fica Rua Alagoas. E eu acho bom que seja num raio de 10 quilômetros ou eu vou voltar pra casa… Eu tenho…

Diego: … trabalho, eu sei! Então, paiêe… eu pensei que você estivesse com o GPS.

Silêncio. Eu pensando. Eu tenho um GPS no meu carro. Eu tenho!

Eu: Ah, é filhão!!! Tá no porta-luvas.

Diego: Viu, viu?

Arthur desce, de meia, calçando o tênis no meio da rua… ele parece reclamar mexendo a cabeça de um lado para o outro… ele entra no carro, no banco de trás.

Arthur: Pô, sacanagi, eu liguei pra pedi carona, e o Diego vai de shotgun?  Nada vê meoo!! [desisto do sic] – *Shotgun, expressão em inglês que quer dizer andar de carro no banco da frente.

Eu: Shoshi… [expressão familiar que quer dizer, cala a boca]

Arthur resmungando.

Diego: Shoshi…

Arthur xingando entre os dentes…

GPS dando a dica… distância a percorrer, 9 quilômetros… no rádio Elza Soares faz dueto com Jorge Aragão cantando Malandro…Diego diz: essa eu conheço…Arthur resmunga no banco de trás… provavelmente reclamando da música ou xingando o irmão, ou as duas coisas, provavelmente. Silêncio por alguns minutos.

Arthur: Paiêe, você me ajuda a lançar um livro?

Eu tentando entender se ouvi direito, ou procurando descobrir qual era a piadinha. Mas, na psicologia de pai, não esbocei reação imediata… vai que o menino está encontrando a luz…

Eu: Um livro. Que tipo?

Arthur: De poesias.

Diego segura o riso. Eu não.

Eu: Tem mulher nessa jogada, né? [Que se dane a psicologia!]

Arthur: Não, não, eu sou bom nisso.

Diego não segura mais o riso. Eu fico curioso. Preciso voltar nesse assunto com o menino.

Deixei os dois no churrasco. Parei o carro em frente à casa da Rua Alagoas, abaixei o volume do rádio, e acabei mudando de estação acidentalmente [Homens precisam abaixar o volume do rádio quando estacionam, dão a ré, ou precisam consultar o endereço numa placa. Como explicar isso? Não sei.]. Eles me beijam, dizem que me amam, eu digo que os amo e uma carona deixa de ser um estorvo no mesmo instante.

Volto cruzando os bairros, a cidade fica linda num domingo pela manhã, o vento gelado entra pela janela do carro, despenteia ainda mais o meu cabelo, gela meus pés por entre a meia e o Crocs, há pessoas em filas comprando carne assada, nos ipês ainda sobram algumas flores amarelas… na outra estação toca Titãs, Domingo, e eu canto que “ antes que eu esqueça aonde estou, antes que eu esqueça aonde estou…aonde estou com a cabeça?”, eu mudo de novo a estação que toca bossa nova com seus diminutivozinhos, seus barquinhos, suas letrinhas, seus patos que fazem quém quém… e penso no Arthur me pedindo ajuda pra publicar um livro… esse menino anda beijando alguma menina que ama as palavras.. só pode…

Lembranças – Martinho da Vila e Nelson Gonçalves

 

Domingo – Titãs

8 comentários sobre “Até o Próximo Domingo

  1. Ei, que bom se ele tiver beijando uma menina que goste das letras, melhor que uma que goste de axé, vai que ele se empolga e decide ser dançarino de axé? hehe Posso abrir meu coração? Eu não tive um pai pra pedir carona… – só pra brigar comigo hahaha snif! Bjo

  2. Ivan!!!

    Saudade.

    Ó, to fazendo o comentário ouvindo Lembranças, super cara de domingo porque eu estou em casa nessa segunda liiiinda.

    Mas então, quem diria, hein? Livro de poesias? Mas olha que beleza, se você descobrir que não é por causa de nenhuma menina você me passa a idade e o telefone/endereço/msn do garoto? ^^

    Acho que essa coisa de saber escrever é genética, e como dizem que na genética as coisas só vão melhorando com o tempo, seu filho deve ser uma graça (elogio embutido…rs)

    Beijo!!!

    obs.: percebeu que não falei nada com nada? deve ser o feriado

    1. Obs 2 .: No comecinho da música não parece que a Elza Soares está fazendo gargarejo?

      ha!

      (e depois que começa a música também)

  3. Olá, Ivan!

    Seu post foi perfeito para a minha sexta-feira!
    Estava agora mesmo pensando como a vida é MUITO mais divertida com os filhos.
    Lembranças familiares em VHS…
    Outro dia estava em um shopping com a minha filha, e um personagem de alguma história ou desenho infantil por lá, também. Minha filha me deu aquele olhar M16A2 e disse “não rola, não… (ela tem 10 anos).
    Estou esperando o próximo domingo,hein?

    Beijos,

    D.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s