Coisas.

Chegou o natal e aquele foco enorme em coisas. Veja bem, eu gosto de coisas, um monte de coisas, coisas de montão. Existe uma tonelada de coisas que eu compraria hoje se tivesse dinheiro pra comprar. Mas, aí, de repente, recebo um e-mail de uma empresa chamada Stuff que me fez pensar comigo mesmo: Espere um minuto, o natal é muito mais do que coisas! Por que é que esse e-mail me fez ponderar sobre isso? Porque ele foi enviado por uma empresa que vende coisas, boas coisas, coisas que de fato eu usaria ou daria para amigos, e essa empresa, ao invés de tentar me vender as suas coisas, me fez a seguinte pergunta:

Se você pudesse dar um abraço em alguém nesse natal, em quem você daria? Veja bem, o que eu adorei foi que a Stuff não me escreveu com o intuito de vender suas coisas, ou me falar sobre as suas diversas formas de pagamento. O que eles me pediram foi para que eu parasse por um segundo e pensasse: Em quem eu daria um abraço durante esse período no qual as pessoas dão presentes, bebem sem moderação, e procuram terapia para saber se a vida vale a pena ser vivida? A Stuff sugeriu que no lugar de eu fazer uma lista daquilo que quero, eu fizesse uma lista de pessoas com quem eu me importo o bastante para querer dar um abraço neste Natal! Enfim, minha lista poderia facilmente conter bem mais que uma só pessoa já que eu conheço uma quantidade razoável de indivíduos que, nesse exato momento, estão precisando muito de um abraço.

Portanto, Stuff, como forma de gratidão a vocês por me deixarem fazer parte de uma experiência tão incrível como essa e em resposta a seu lembrete maravilhoso em relação àquilo que de fato é importante na vida, eis aqui minha lista:

Meus abraços vão para:

1.  Meus amigos que estão passando por momentos de dificuldades em suas vidas,

2. Todos os meus companheiros tradutores,

3. Meus filhos,

4. Meus pais que deram um duro danado para cuidar de mim enquanto eu crescia,

5. Meu jardineiro, a quem eu desejo tudo de bom e a quem eu não posso pagar o tanto que ele merece, mas que mesmo assim ele aparece toda semana com um sorriso no rosto, embora eu saiba que ele também está passando dificuldades,

6. A Dna. Seli da lavanderia, que é como uma mãe para mim, em cujos ombros eu já chorei várias vezes e que tira todas as manchas que provoco em minhas roupas,

7. A todas as pessoas que lêem meu blog e me apóiam, mesmo que eu não tenha que pagar nada a elas ou compensá-las com bajulações.

 

Nota: Na verdade, os personagens dos itens 5 e 6 não existem em minha vida, mas é que eu achei que valeria a pena inventá-los porque iria ficar  bonitinho no texto. Da mesma forma, a Stuff também não existe, nem o tal e-mail encorajando abraços existe, e, quer saber de uma coisa, não sei nem mesmo se o tal espírito de Natal de fato existe. Mas, como vai ficar bonitinho no texto, eu te desejo, do fundo do meu coração, um Feliz Natal!

 

Obrigado.

 

Ivan.

7 comentários sobre “Coisas.

  1. Olá Ivan tudo bem? Feliz Natal pra voce e toda sua família.
    Estava lendo seu blog com minha prima de niterói e rimos muito pra variar, porque voce é sempre muito divertido rsrs.
    Ela quer saber como faz para ter acesso no seu blog.
    Bjs da amiga
    Vera Lúcia

    1. Vera, querida! Quanto tempo, não é mesmo? Fico feliz que meu blog divertiu a vocês. Eu não sei se entendi muito bem a sua pergunta com relação a acesso ao blog, mas se for o que eu imagino, basta passar a ela o link do site. Se ela quiser comentar, também é só clicar na opção comentários, inserir um nome e e-mail e escrever. Enfim, espero que seja isso!

      Um beijinho para vocês duas, e um feliz 2011.

      Ivan.

      1. Oi Ivan, voce entendeu certinho, eu é que tinha dúvida quanto ao acesso, mas vou passar pra ela sim.
        Espero que em 2011 voce consiga realizar tudo que vem planejando e sonhando em sua vida, fico torcendo por voce.
        Bjs
        Vera Lúcia

  2. Eu quero um abraço, daquele tipo que tem hora pra começar, mas que não tem hora pra acabar. Sabe, assim, como?

  3. ai, puxa… já estava morrendo de inveja do fato de você ter um jardineiro que vai na tua casa toda semana, mesmo com pagamento injusto e insuficiente, e aí você vem e diz que ele não existe… acabou com o restinho de esperança que eu tinha na classe dos jardineiros…

  4. Tá eu sei, to atrasada, fazer o que? Férias não faço nada.
    É gostoso pakas.

    Eu ia dizer, nossa essa tal loja aí, deve ter um belo marketeiro.
    Ia perguntar também, Ivan jardineiro para quê, se tu mora em apartamento e tem 4 ou 5 plantinhas em minusculos vazinhos?
    Mas como nada disso existiu mesmo, deixo as perguntas para lá.

    Só um detalhe, apesar do atraso, o espirito natalino existe Ivan.Ah existe.

    Beijos da Ori.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s