Eu, chorar? Só se for com Butterfly Kisses…

268447_257439890939308_7853392_n

Falta menos de um mês para minha filha mais velha se casar. Estamos todos felizes e vibrando por ela, e definitivamente tentando administrar a sensação de uma mudança tão crítica na vida de uma família: o primeiro filho saindo de casa. Mas, se resistimos às dores e agruras da separação, se a duras penas gerenciamos a minha saída de casa até chegarmos a um momento em que a beleza não está apenas num casal que é feliz junto, mas também separado, então resistiremos à saída da Ana.

Enfim, neste exato momento em que escrevo, no salão de festa do prédio onde moro, acontece o chá de panela da Ana. Há poucos minutos a mãe da Ana pediu para que me chamassem aqui em casa. Quando cheguei lá embaixo havia dezenas de mulheres, e de repente todas olhavam para mim. Em destaque a minha Neguinha, com o sorriso mais lindo, me estendeu um abraço. Foi quando a Alice (mãe da Ana, minha ex-esposa) explicou o motivo de ter solicitado a minha presença. Ela começou a relembrar que quando a Ana tinha pouco mais de 10 anos e morávamos no Texas, ao cantar comigo uma música chamada Butterfly Kisses, dizia que essa seria a música que ela entraria no altar no dia de seu casamento.

Doze anos depois, a Ana vai ao altar, não com a música que dizia que iria entrar. Mas, hoje, ao assistir ao vídeo montado com imagens passadas da infância mais antiga e mais “presente” dela, Butterfly Kisses como música de fundo, a maioria das mulheres presentes chorando, eu cantando agarradinho com Daddy’s Little Girl, não consegui resistir e deixei as lágrimas rolarem ao ver se cumprindo o sonho de uma menina, a minha menininha.

There’s two things I know for sure.
She was sent here from heaven, and she’s daddy’s little girl.
As I drop to my knees by her bed at night, she talks to Jesus, and I close my eyes.
And I thank God for all the joy in my life,
Oh, but most of all, for…
Butterfly kisses after bedtime prayer.
Stickin’ little white flowers all up in her hair.
“Walk beside the pony, daddy, it’s my first ride.”
“I know the cake looks funny, daddy, but I sure tried.”
Oh, with all that I’ve done wrong, I must have done something right
To disuve a huge eveery mornin and butterfly kisses at night .

Sweet sixteen today,
She’s looking like her momma a little more every day.
One part woman, the other part girl.
To perfume and makeup, from ribbons and curls.
Trying her wings out in a great big world.
But I remember…
Butterfly kisses after bedtime prayer.
Stickin’ little white flowers all up in her hair.
“You know how much I love you, daddy, but if you don’t mind,
I’m only going to kiss you on the cheek this time.”
Oh, with all that I’ve done wrong, I must have done something right.
To deserve her love every morning, and butterfly kisses at night.
All the precious time … Like the wind, the years go by
Precious butterfly … Spread your wings and fly
She’ll change her name today.
She’ll make a promise and I’ll give her away.
Standing in the bride room just staring at her,
she asked me what I’m thinking, and I said “I’m not sure,
I just feel like I’m losing my baby girl.” Then she leaned over… and gave me…
Butterfly kisses, with her mama there sticking little flowers all up in her hair
“Walk me down the aisle, daddy, it’s just about time”
“Does my wedding gown look pretty, daddy?” “Daddy, don’t cry.”
Oh, with all that I’ve done wrong, I must have done something right
To deserve her love every morning, and butterfly kisses
I couldn’t ask God for more. Man, this is what love is.
I know I’ve gotta let her go, but I’ll always remember
every hug in the morning, and butterfly kisses…