So Sorry Wilson!!

O seu Wilson entra no escritório, lamenta solenemente o atraso, explica o porquê de não ter vindo ontem. Eu lhe aponto uma cadeira e o faço confortável. Lamento não ter café pronto (o melhor do mundo). Pergunto como posso atendê-lo. Seu Wilson me instrui que quem indicou os meus serviços a ele foi a sua veterinária, corrigindo, a veterinária do seu cachorro. Decidido que não mais retardarei a vida de seu Wilson, e muito menos a minha que não anda lá folgada, eu, cuidadosamente, evitando que a vergonha se apodere do doce velhinho, participo que ele provavelmente procura os préstimos do Dr. Enéas, o geriatra da sala ao lado. Novamente lamento não ter café pronto (sim, o melhor do planeta), e com um leve toque às costas arcadas de Seu Wilson, eu o dirijo à porta, ele e seu inenarrável demérito.

wilson